Partilhar Lisboa

Novembro 04 2006
O tema é polémico e como tal preferi emitir a minha opinião num novo post, em vez de responder comentário a comentário.
 
Sou contra o aborto, aliás julgo que não haja ninguém a favor do aborto, mas sou absolutamente a favor da despenalização do aborto. O simples facto de uma mulher pensar que talvez deva fazer um aborto já é traumático e penalizante o suficiente, não é necessário toda uma sociedade a criticar e a emitir juízos de valor, e acima de tudo penalizar.
 
A interrupção da gravidez não é efectivamente um método de planeamento familiar e faz parte da sociedade ajudar e informar as novas gerações das vantagens de um planeamento familiar cuidado.
 
A última palavra deverá ser sempre da mulher, mas respeito a opção de alguns médicos de não os efectuarem, tal como é uma opção de consciência para a mulher também o deve ser para os médicos.
 
A questão das 10 semanas está a levantar tanta polémica e não percebo o porquê, estamos a falar de legislação, é necessário definir um limite, quero acreditar que as 10 semanas não foram um número atirado ao ar mas sim a conclusão de vários estudos. Já ouvi diversas vezes e “então uma mulher que o faça às 10 semanas e 1 dia é criminosa” mas se o limite fosse as 14 semanas podia dizer-se o mesmo “então uma mulher que o faça às 14 semanas e 1 dia é criminosa”.
 
Haverá inúmeros factores que levarão uma mulher a tomar a decisão de não ter uma criança, mas essa decisão irá acompanha-la a vida inteira, e certamente pairará sempre sobre ela a dúvida – E se…
 
Acima de tudo é importante salientar que esta lei pretender dar a opção de escolha à mulher, e permitir que caso pretenda fazer um aborto o faça em condições de segurança. Ninguém está a tentar obrigar ninguém a fazer um aborto … se são absolutamente contra então não o façam, mas respeitem o direito a uma opinião e posição diferente.
 
Portanto no dia do referendo votarei sim, tal como da última vez.
Partilhado por AnaD às 15:43

Ora assim é que se fala! Muito bom post, texto mto sensato!

:)
Nocas a 4 de Novembro de 2006 às 18:33

Muito obrigada
AnaD a 4 de Novembro de 2006 às 19:18

Acho que é oportuno escrever sobre um tema que, neste momento, assume foros de polémica permitindo a cada um expor o seu ponto de vista.
Só não concordo que tivesse apagado o post anterior, sobre o mesmo tema, no qual se encontravam bons comentários, sérios e escritos por pessoas que sabem do que estavam a falar.
Desculpe AnaD, o blogue é seu, pode fazer o que quiser, todavia tenho pena que tenha apagado o post; o meu defeito, é não ter "papas na lìngua" e, por vezes sou inconveniente mas, não sou indelicado.
mmarques a 4 de Novembro de 2006 às 18:45

Meu caro tem toda a razão em não ter papas na lingua, se eu tivesse apagado os comentários acho que tinha todo o direito em ficar indignado...

... mas como não os apaguei acuso-o de ser ... distraído

Os comentários continuam lá todos no post "No Comments" que pode encontrar mais abaixou ou aqui http://partilharlisboa.blogs.sapo.pt/31088.html

Só achei que em vez de responder a cada comentário seria preferivel dar a minha opinião num post totalmente dedicado ao assunto.

AnaD a 4 de Novembro de 2006 às 19:25

Tem toda a razão em ficar surpreendida com o meu comentário.
Todavia, há sempre uma razão, neste caso escondida, para se fazerem algumas afirmações e, já agora, quero dizer-lhe que não sou nada distraido!
Hoje mesmo, quando abri o seu blog, não apareceu o post "sou mulher e nunca fiz um aborto", apenas estavam: onde está a Ana, a cara do meu telele, mais uma das minhas fotos, e.... não avancei mais!
Entretanto, não sei porquê, percorri a sua página e sob o título "os mais frescos" vi que estavam mencionados os posts que julguei apagados e, casualmente, encontrei a sua resposta ao meu comentário.
Recomendo-lhe que verifique qual o motivo que faz desaparecer alguns dos seus posts quando se abre a sua página.
mmarques a 5 de Novembro de 2006 às 11:26

tenho posts desaparecidos ...

Fui verificar datas e abri e fechei várias vezes a pagina, mas a mim aparecem-me sempre os post todos o unico erro que me dá de vez em quando é as fotos não aparecerem logo, mas isso é bastante comum ...

Mas ontem estive a mexer no formato do blog já podem encontrar as fotografias e as sugestões literárias todas juntas nas tags.

Fica a dica para todos na secção dos frescos encontram-se sempre os 21 ultimos posts ...
AnaD a 5 de Novembro de 2006 às 12:21

Há coisas que não têm justificação e esta parece-me uma delas!
Mas aqui, sirvo-me do princípio que, habitualmente, adopto para situações semelhantes; nunca me justifico! para os amigos não preciso, para os não amigos eles não acreditam.
E, presunção minha, quero a AnaD como minha amiga.
mmarques a 5 de Novembro de 2006 às 18:17

Esse principio é extremamente interessante ... e pensando bem muito util ...
AnaD a 6 de Novembro de 2006 às 12:08

Não há coisa mais feliz na vida que a sensação de ter uma vida a crescer dentro de nós... por isso mesmo sou realmente a favor da vida!! mas também concordo que para se ser mãe, no real sentido da palavra é preciso ter estrutura! nenhuma criança pede para nascer, mas também não pode ser uma lei ultrapassada que o deve obrigar! irei também votar pela despenalização do aborto, mas também gostava de ver salvaguardado um aspecto, tem de se delinear um topo de abortos autorizados por pessoa! senão corremos o risco de o aborto se tornar num método anticonceptivo!!! Sou mulher, mãe e também nunca fiz um aborto. Graças a Deus!!!!!
anaazenha a 5 de Novembro de 2006 às 02:21

Não sei se delinear um nr máximo de abortos será umja boa solução, poderá-se voltar a entrar na clandestinidade outra vez ... mas talvez criar um conjunto de apoios psicologicos e de planeamento familiar a quem faça um aborto seja uma solução mais eficaz.
AnaD a 5 de Novembro de 2006 às 12:23

A AnaD no seu melhor! como deves imaginar nem hoje gosto de pensar no assunto!
nuno a 7 de Novembro de 2006 às 22:51

Ana...depois de passear pelo teu blog e conhecer-te um pouquinho mais vou deixar aqui o meu testemunho...testemunho este que muito poucas pessoas conhecem até hoje...
Tenho 35 anos e já fui mãe 4 vezes...mas só tenho 3 filhas, porque fiz um aborto. De qualquer modo considero que fui mãe 4 vezes porque se tudo tivesse corrido bem hoje teria comigo mais uma criança que eu amaria como amo as outras 3.
As minhas pimpolhas têm hoje 14, 10 e 3 anos. A Sara, a Vera e a Maria respectivamente, são a razão do meu viver. Quando engravidei da Maria não estava à espera e respondia quando havia admiração por eu estar novamente grávida...comprei duas e deram-me uma grátis. É a mais parecida comigo e muitas vezes penso que se tivesse optado por a não ter o que estaria a perder...
Mas quando a Maria tinha 8 meses e devido a um problema de saúde engravidei novamente. Fiquei em pânico. Criar 3 filhos com dois ordenados regulares é muito difícil, era insustentável ter mais uma criança. Coincidiu com a vinda do "barco do aborto" a Portugal. Liguei-lhes e disseram-me o que fazer. Tive a sorte de conseguir adquirir os medicamentos sem dificuldade e depois de os ingerir fui ao hospital disse o que tinha feito para não prejudicar a minha saúde, porque mesmo assim tenho 3 filhas para criar. Não me recriminaram, admiraram a minha sinceridade.
Todos os dias me lembro do que fiz, todos os dias me penalizo, todos os dias penso que hoje podia ter mais um filho ou filha a correr pela casa. Mas também penso que hoje e no futuro eu não conseguiria criar com as mesmas condições as minhas filhas. Todos os dias peço perdão a Deus mas foi melhor assim...
ruteamorim@sapo.pt a 4 de Maio de 2007 às 10:29

Lisboa é a minha cidade, é quem sou e condiciona o que penso e o que sinto, por isso ao partilhar Lisboa, partilho angústias e alegrias, revoltas e compreensão ... no fundo é um local de partilha de sentimentos!
mais sobre mim
Novembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





pesquisar
 
comentários recentes
Bom diaAcordei bem disposto e também me apetece p ...
ahahah
http://muitaviagem.com.br/reveillon-2016-ano-novo-...
É nuito bonito voçes me fizeram mais feliz
Que aspecto delicioso! Adoro! Bjs bom fim de sema...
Olá Ana! Recebi o teu postal, através do PPC, ador...
Grande Webber, sem capacete! Vou ter saudades dest...
Pois, não foi ontem.Acho mesmo que será o melhor ...
Será já amanhã? Já tem a Pole...A ver vamos, boa s...
Li este post já tem um tempão, mas sinto o mesmo q...
Talvez depois do Seb ser campeão (como se fosse po...
blogs SAPO
RSS