Partilhar Lisboa

Maio 27 2009

Como vos disse num outro post, durante a minha ausencia no blog dei um pulinho ao "nuorte" - cada vez gosto mais daquela terra, sempre fui uma Lisboeta atípica pois sempre achei o Porto é uma cidade lindissima e os Portuenses um povo muito acolhedor (pena tantos serem portistas também) ... e qualquer dia passo-me da marmita e mudo-me lá para cima... mas adiante - para assistir à 24h de Gaia em karting, prova onde participavam para além do meu mestre, vários amigos do ASChallenge. Fui em missão secreta e foi uma surpresa quando apareci por lá. Se desportivamente a prova teve alguns problemas, isso foi largamente compensado com o ambiente de camaradagem que estes rapazes incutem sempre que estão juntos... É um prazer conviver com vocês.

 

Mais uma vez vou reciclar um texto que coloquei no forum AS, podem aqui ou se quiserem saber a opinião de outros basta seguir aqui o link para o post.


Diário de uma Pit Babe improvisada


Nas últimas semanas vi os meus planos de ir assistir às 24 horas de Gaia a serem cancelados, fiquei tristíssima. São os meus “meninos” em pista, eu queria lá estar para dar apoio. Depois a semana passada as coisas compuseram-se e decidi quase em cima da hora ir até lá cima.

 

Em missão secreta, recrutei uma assistente, e no sábado ainda na capital sondei um dos “meninos” para saber o ambiente, sempre em missão secreta obtive informações vitais, a qualificação seria das 12h às 13h30 e a partida às 17h00, estava de chuva e algum frio, a moral estava em alta, e as horas de sono em baixa. Depois de uma pequena contra-informação em que passei a mensagem que iria tentar ligar mais tarde para conseguir saber das posições na grelha, rumei a Sta. Apolónia para embarcar no inter-cidades das 11h30, (eu gosto muito dos meus “meninos” mas gosto mais da minha cama) não ia chegar a tempo da qualificação mas paciência. Viagem tranquila sem incidentes – eu devia ter desconfiado, quando a esmola é muita o cego desconfia.

Felizmente sou uma mulher, de uma edição especial, que tem um up-grade bem jeitoso: o GPS. Quando o tempo é curto não dava jeito ir parar a Matosinhos ou algo pior. E cada vez mais gosto daquele 15E que eles lá em cima insistem chamar de metro.

 

Passava pouco das 15h quando, ainda dentro do metro e comecei a ouvir os teco-tecos, mal tive tempo de fazer um pit-stop no El Corte Inglês e uma chamada para localizar os meus “meninos” no circuito, claro que estavam todos tão empolgados que ninguém ligou aos telefones, não há problema, em caso de dúvida seguir os rapazes de fato e capacete, normalmente são magnéticos…é certinho que mais tarde ou mais cedo estaria junto aos karts.

Não foi o mais genial dos meus planos, afinal estavam lá muitas dezenas de pilotos, por muito bem que eu consiga identificar os capacetes, o meu metro e meio de altura mal medido não ajuda. Ora bolas, pensei para com os meus botões, se calhar esta ideia brilhante de vir completamente de surpresa não foi a mais brilhante das minhas ideias brilhantes… Mal terminei este pensamento altamente confuso (…e brilhante) reconheci o grande CS… grande surpresa a dele quando me viu ali, trocamos dois dedos de conversa, e foi quando percebi que ainda cheguei a tempo de ver a qualificação. Claro, afinal isto é Portugal, desde quando é que as coisas começam a horas, vi mais uns quantos foristas cá da casa, e com as indicações do CS lá parti em busca do paddock … e olhem que não era fácil, havia uma passagem pedonal por cima da pista feita com andaimes, mas com uns degraus manhosos que não ajudam quem é descoordenado. Lá em cima e ignorando completamente o segurança que afirmava que não podia parar vi logo o Webber em pista… pronto não era o Mark mas era o nosso SpeedyMarco e os capacetes até são parecidos.

Quando estou na árdua tarefa de descer aquelas escadas demoníacas tentei acenar ao Velho e ao Downforce, mas convenhamos que espalhar-me das escadas abaixo não era muito apelativo, felizmente alguém atrás de mim (acho que foi o Warlord, obrigada, foi porreiro, pá) gritou por eles. Eu gosto muito dos “meninos” mas foi o Mestre Kurweiro que me falou a primeira vez das 24horas, foi dele que aturei o entusiasmo do convite para participar e o desalento quando a presença esteve incerta, e foi também quem mais gostei de surpreender com a minha presença. E se ele ficou surpreendido!

De caminho até ao paddock senti-me uma Ecclestone de trazer por casa, não por ser baixa e rica, mas porque me fartei de ver caras conhecidas, os ASChallengers nasciam como cogumelos. Um dos mais engraçados foi o Tintin, estava a entrar para a pista quando eu cheguei, quando chegou ao paddock estava com ar de puto em manhã de natal, com um sorriso de orelha a orelha. O ambiente era excelente entre as duas equipas que contavam com os ASChallengers nas suas fileiras. Até o MoonProst que já tinha tido um encontro imediato com o passeio estava com o espírito em alta.

O Downforce levou-me a dar uma volta à pista, acabamos por encontrar o Velho e o CS de volta do kart e o Downforce teve de me deixar para levar o kart, ora eu sou rapariga com GPS como disse mas, volta e meia ele faz reboot, segui em frente em caminho da box até que encontrei uma barreira, tentei atravessar a pista, mas claro que o comissário tinha que embirrar comigo e não com as outras duas ou três pessoas que conseguiram passar para o outro lado, ora tive de voltar atrás e ir dá uma volta do camandro, e voltar atravessar a ponte pedonal que na altura tinha bicha. Se a partida não tivesse atrasado uma hora eu teria perdido a largada sem dúvida.

Mas cheguei e isso é que interessa, e vi ali a partida, com o grande Cavallino é sempre um prazer enorme ouvir as suas histórias. O primeiro turno foi assegurado pelo Velho, e quero abrir aqui um parêntesis para salientar que se algum dia resolver sentar-me num kart, quero um workshop com ele.

Eu sou uma leiga nestas coisas, mas a organização tem muitos pontos a melhorar numa segunda edição, o tempo não estava grande coisa e a pista molhada, mas as primeiras voltas foram dominadas pelo pace-kart, ora para o público isso tira grande parte da piada, e para os pilotos também, e claramente nem todos sabiam para que serve uma bandeira amarela, nem como a utilizar. Portanto deixo um conselho à organização para que veja bem onde errou e onde deve melhorar. Deixo os aspectos técnicos para quem sabe, mas até eu vejo que numa prova como esta, a existência de karts de substituição é fundamental e elementar. Estou certa que nos comentários irão surgir episódios caricatos, engraçados e surreais, contados por quem viveu na primeira pessoa.

Ora voltando às minhas aventuras por Gaia, eu tinha recrutado uma assistente pelo que tive de ir buscar a F1Girl e tratar de coisas tão prosaicas como fazer check-in e jantar, mas voltamos e estivemos no paddock à conversa com estes rapazes que gostam muito de sentar o rabo no kart, e cronometrar tempos e mostrar placas mas que também adoram uma bela converseta e divertir-se… e alguns gostaram especialmente do gabinete de massagens.

Estivemos no muro a ver passar os karts ora em acesas lutas ora em filinha indiana atrás do pirilampo mágic… do pace-kart digo. Torcemos pelas duas equipas. E fartamo-nos de rir com uns elementos de uma equipa adversária que estavam para lá de Bagdad de passados com as comissárias e as bandeiras amarelas, especialmente a rapariga, estava com uma vontadinha de ir enfiar a bandeira num sitio onde o sol não brilha… e abaná-la. Só faltou gritar: "u vas tomber Zé Manel… tu vas tomber!"

O frio e o cansaço acabou por levar a melhor sobre as duas pit-babes, e recolhemos aos nossos aposentos, (deixando a speedykart num fabuloso 7º lugar) sendo que posso garantir que se o meu plano original de aparecer à aventura mesmo, de ficar com eles as 24h, não teria sido difícil de cumprir. Mas descansar numa caminha soube muito bem, e não foi só na pista que as coisas continuaram animadas, no quarto ao lado do nosso pode-se dizer que a coisa bombava, acordei com um chiar de cama que inicialmente ainda algo estremunhada não percebi o que era… e pensei bolas que esta gente mexe-se muito a dormi… ahhhhhhhh pera não me parece que estejam a dormir.

No domingo de manhã mal acordei já tinha mensagens do Juxpot a pedir informações sobre as equipas… Epá eu não tenho bola de cristal, home. Bem lá seguimos para o circuito para saber dos “meninos” … nem foi preciso chegar lá, a meio caminho deram-nos as noticias que as coisas não estavam famosas, o CS teve um encontro imediato com o passeio e estava abalado (espero que estejas melhor) e o kart também não ficou muito saudável, e a classificação era no fundo da tabela, mas pronto esta é uma equipa que sabe aceitar os desaires que acontecem numa prova de 24h, e estavam prontos para se divertirem sem pressão quando chegou a noticia que também o Tintin tinha tido um problema e que desta vez era de vez. E assim acabaram as 24 horas de Gaia para nós … ali à 19ª hora.

O saldo é muito positivo, e conto repetir a experiência. Foi um prazer estar por dentro destas 24 horas junto da Speedykart e também dos elementos da LB Racing.
Vocês são um espectáculo.
E agora, e por nenhuma ordem em especial, muito obrigada a toda a equipa SpeedyKart: Downforce, Velho, SpeedyMarco, Laser, Tone, CS, Tintin, Zombie, F1Pam, MarioMané, Warlord, Senna … e a todos os outros que por lá andavam também… Rujorian, Kadaf, Gilhe, JILT, Louis, Kartmen, Chessflag, o Cavallino e o Sr. Morais… espero não me estar a esquecer de ninguém.

Peço desculpa pelo tamanho do texto, são cerca de 8500 caracteres, mas eu empolgo-me e dá nisto. 
Lamentavelmente esta foto não é minha - vergonhosamente não tirei uma única foto. Mas esta foto que descaradamente "roubei" ao Tintin está muito boa, só falta o Velho, e mostra o bom espírito naquela equipa.

Para terminar a pergunta que se impõe é: Quando é a próxima??
Agora é convosco e os vossos comentários.

 

 

© A foto é do Tintin ou do Warlod ... já não sei bem ... estou baralhada

Partilhado por AnaD às 11:11
Tags:

Parece que foi divertido ...
R@ce a 31 de Maio de 2009 às 10:46

Foi muiiiiiiiiiiito divertido!
AnaD a 2 de Junho de 2009 às 16:09

Lisboa é a minha cidade, é quem sou e condiciona o que penso e o que sinto, por isso ao partilhar Lisboa, partilho angústias e alegrias, revoltas e compreensão ... no fundo é um local de partilha de sentimentos!
mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
13
14
15
16

17
18
19
20

24
26
28
29
30

31


pesquisar
 
comentários recentes
Bom diaAcordei bem disposto e também me apetece p ...
ahahah
http://muitaviagem.com.br/reveillon-2016-ano-novo-...
É nuito bonito voçes me fizeram mais feliz
Que aspecto delicioso! Adoro! Bjs bom fim de sema...
Olá Ana! Recebi o teu postal, através do PPC, ador...
Grande Webber, sem capacete! Vou ter saudades dest...
Pois, não foi ontem.Acho mesmo que será o melhor ...
Será já amanhã? Já tem a Pole...A ver vamos, boa s...
Li este post já tem um tempão, mas sinto o mesmo q...
Talvez depois do Seb ser campeão (como se fosse po...
blogs SAPO
RSS