Partilhar Lisboa

Novembro 13 2006
... é hoje a cor certa para mim ...
 
Hoje sinto-me triste, tenho um nó na garganta, um buraco no peito, uma dor indefenida no corpo e dilacerante na alma.
 
Estou farta de me tentar animar mas não consigo, já li piadas e disse piadas ... e nada! Não é uma sensação estranha em mim, as vezes acontece-me e sei o que vem a seguir ... uma furia tremenda, uma raiva incontida.
 
Esse sentimento visceral nasce da minha impotencia de apontar a origem da minha tristeza, começo a fazer uma lista de tudo o que é bom na minha vida e vejo como sou abençoada, mas no entanto isso não me deixa menos triste, e odeio não perceber as coisas.
 
Magoa-me sentir-me magoada com a vida!
 
Mas porque raio me sinto assim a remar contra a humanidade?!
 
Partilhado por AnaD às 23:35

Novembro 13 2006
Esta semana vou falar de um ponto que é muitas vezes desleixado, a duração da viagem, parece algo que nem precisa cuidado, algo intuitivo, mas não é tão linear assim, como podem ver a seguir:
 
Um circuito, por várias cidades e/ou países, embora seja uma excelente maneira de conhecer as principais atracções de muitos destinos em pouco tempo, são por norma extremamente cansativos, muitas visitas a pé e com muitas horas em autocarros, por esse facto não devem ultrapassar as duas semanas, sob pena de ficar completamente extenuado e nem apreciar o fim da viagem.
 
Uma viagem individual ou num pequeno grupo de amigos a uma grande cidade, não deverá andar longe dos 6 dias, dependerá sempre do tamanho da cidade, não se poderá comparar Roma a Veneza.
Utilize a pesquisa que fez para a escolha do destino e faça um plano do que “têm” de ver, com um mapa veja onde se encontra o quê e faça um calendário, mas um calendário flexível, dê sempre pelo menos 2 horas por refeição para que depois não se desgaste com eventuais atrasos, afinal encontra-se de férias e não num acampamento militar. Deixe sempre algum tempo livre para fazer compras e para eventuais surpresas que possam ocorrer. Caso a viagem, corra muito bem e sobre tempo depois de “tudo” visto pode aproveitar para desfrutar da cidade, não se esqueça que o “dolce fare niente” não só é permitido, como até é recomendado em férias, ou então pode aproveitar e alugar uma viatura ou fazer um tour para fora da cidade, na maioria dos casos será um bónus bem aliciante.
 
Umas férias na praia, as férias mais ansiadas pelos portugueses, têm uma duração dependente do tipo de pessoa, se for um “lagarto” daqueles que adora deitar-se ao sol sem fazer nada o dia todo, então pode marcar o tempo que o seu orçamento permitir. Mas a maioria das pessoas não é assim, aliás muitas pessoas que se julgam “lagartos” quando se vêm no local sem nada para fazer acabam por ficar entediadas. Escolha um destino misto, comece com praia e junte-lhe umas visitas a pequenas cidades e vilas junto à praia, mude de praia, procure actividades, se fizer um pouco de snorkeling virá bronzeado na mesma mas com experiências muito giras para contar, aqui também deverá ter cuidado com o excesso de actividades … afinal está de férias, descanse! Se ficar pelas praias do mediterrâneo e do norte de África uma semana será suficiente, mas caso escolha um local mais longínquo, com viagens mais longas pondere ficar duas semanas.
 
Finalmente apenas um conselho, que sei que por vezes é impossível de efectuar, não usem na viagem o número total de dias de férias, tire sempre que possível mais três dias, um dia antes da partida para começar a descontrair e poder agir perante imprevistos, e dois dias após a chegada prevista, caso haja atrasos na viagem de regresso estará muito mais descansado e quando chegar a casa ainda terá tempo para se ambientar e preparar para o regresso ao trabalho.
 
Mais uma vez relembro que cada pessoa é uma pessoa e o planeamento de uma viagem deve ser intuitivo, apenas pretendo chamar a atenção para pormenores que por vezes passam despercebidos. Troque impressões com companheiros de viagem e com pessoas que já tenham estado no destino, e sinta o que pretende realmente. Mas por favor faça-me a vontade e não stress nas suas férias.
 
Boas viagens…
Partilhado por AnaD às 00:40

Lisboa é a minha cidade, é quem sou e condiciona o que penso e o que sinto, por isso ao partilhar Lisboa, partilho angústias e alegrias, revoltas e compreensão ... no fundo é um local de partilha de sentimentos!
mais sobre mim
Novembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





pesquisar
 
comentários recentes
Bom diaAcordei bem disposto e também me apetece p ...
ahahah
http://muitaviagem.com.br/reveillon-2016-ano-novo-...
É nuito bonito voçes me fizeram mais feliz
Que aspecto delicioso! Adoro! Bjs bom fim de sema...
Olá Ana! Recebi o teu postal, através do PPC, ador...
Grande Webber, sem capacete! Vou ter saudades dest...
Pois, não foi ontem.Acho mesmo que será o melhor ...
Será já amanhã? Já tem a Pole...A ver vamos, boa s...
Li este post já tem um tempão, mas sinto o mesmo q...
Talvez depois do Seb ser campeão (como se fosse po...
blogs SAPO
RSS