Partilhar Lisboa

Setembro 16 2006
... para abrir frasco de doce de morango "Casa de Mateus" ... light claro ... garante-se a não implicação no "outro" caso Mateus...
Partilhado por AnaD às 18:21

Setembro 16 2006
... eu adoro gargalhar ... adoro aquela sensação da surpresa que termina em gargalhada ... quer seja num livro, num filme, num blog ou mesmo quando enfio um pé dentro da capa do edredon e fico completamente enrolada no mesmo, caida no chão num pequeno espaço...
.
Para mim o humor é essencial à vida, gosto do humor negro, para mim não há tabus nos temas de humor... mas a minha paixão é o humor expontaneo... aquele que aparece na conversa banal sobre o tempo ou sobre a ida ao supermercado ou até sobre os meus banhos...
.
A principal vitima do meu humor sou eu, afinal posso gozar comigo sem medo de ser mal interepretada pela visada e poupo imenso no psiquiatra. Obviamente não tenho 100% de sucesso mas acho que sou uma pessoa com piada e não me importo nada que se riam de mim comigo!!
.
Partilhado por AnaD às 14:12

Setembro 15 2006
Pois é estas duas coisas eu não percebi ...
1ª coisa
Ontem estava a tomar banho e tocam-me a campainha (nem liguei é que nem pensem que ia sair da banheira para ver quem me chateava)... mais tarde tocam outra vez ... era a porteira do meu prédio (sim eu ainda vivo num prédio com porteira), olhou para mim e disse "tiveste a tomar banho!" - se calhar o cabelo molhado deu-lhe uma dica, mas agora preciso de discutir a minha higiene com a porteira?  - disse-lhe que sim, ao que ela respondeu "pois, está a cair água no 2º andar"  ... o que se responde a isto??? Só me ocorreu "tenho pena mas eu vou continuar a tomar banho regularmente" ...
2º coisa
Estava agora a ver o horário do filme "Uma verdade inconveniente" quando reparei que está classificado como M/16 ... epá será que terei que ir preparada para ver alguma cena de sexo com o Al Gore
.
Partilhado por AnaD às 14:40

Setembro 15 2006
Hoje é dia de Sugestão Literária - SL - e a escolha desta semana recai na biografia de uma grande mulher que amou e foi amada por um grande homem..
 
 
 

Titulo - Memórias de um vida Inesperada
Autor - Rainha Noor Al Hussein
 

 

Ano - 2003
 

Editora - Bizâncio
 

Sobre o Livro - Com eloquência e simplicidade, a rainha Noor fala-nos dos obstáculos que enfrentou enquanto jovem noiva na corte real, da sua rebelião contra o abraço sufocante da guarda de segurança e da sua vida do palácio, e da sua própria luta, bem sucedida, no sentido de criar para si um papel interventor numa corte que dela só esperava que fizesse o seu marido feliz.
 

 

Memórias de uma Vida Inesperada é além disso um documento notável de uma mulher que nas últimas três décadas acompanhou de perto a cena política mundial e particularmente do Médio Oriente, e um retrato fascinante do falecido rei Hussein e da sua luta incessante para levar a paz a uma região devastada e dividida pelas guerras. Missão essa que colheria muitas vezes recompensas satisfatórias, incluindo uma maior unidade árabe e um tratado de paz com Israel, mas que sofreria também rudes retrocessos como a Guerra do Golfo e o assassinato do primeiro-ministro Rabin.
 

Relato íntimo e inspirador da notável viagem de uma mulher americana ao coração de um homem e da sua nação.
Nota Pessoal - Sempre fui fascinada pela imagem desta mulher, a leitura deste livro só o confirmou que esta é de facto uma grande Mulher.

Setembro 14 2006
Hoje ao ler na blogosfera um comentário de um bloguista que deixou de ir ao cinema para ver cinema em casa lembrei-me de partilhar convosco algumas história que tenho no cinema ... se tiverem história engraçadas partilhem também.
.
Convém informar que desde o dia em que ninguém quis ir comigo ver o "Matrix" descobri que adoro ir ao cinema sozinha e vou em 98% das vezes, quando me convidam não digo que não mas exigo uma coxia ...
.
Aliás é mesmo pela coxia que vou começar ... esta aconteceu no filme "A Interprete", eu trabalhava na altura no cais sodré e saía às 18h00, a sessão era à 19h00 mas apanhei muito transito e depois de uma correria só cheguei à bilheteira dos cinemas Monumental à hora da sessão começar, ainda com os "bofes de fora" perguntei à menina "Ainda tem uma coxia?" ela olhou para o monitor olhou para mim de cima a baixo e disse com cara de quem está a ver um ET "Sim ... tenho" ... lá comprei o bilhete e corri para a sala ... vazia ... só lá estava eu!! (mais tarde já o filme tinha começado quando entrou outra rapariga tb com os bofes de fora e que fez a mm cara que eu devo ter feito quando vi a sala vazia) 
.
Gosto de ir aos cinemas Monumental porque não se pode comer lá dentro ... uma vez (já não me recordo qual foi o filme) estava muito entertida com o filme quando começo a ouvir grenhof grenhof (som do papel de rebuçados) ... "ok  no problem" ... entretanto o cheiro a mentol ... "pronto Ana Sofia concentra-te ignora o cheiro" ... quando começou o schiuuuup schiuuup (som da sra a chupar o rebuçado) ... aqui pensei "porra tou lixada com F maiusculo" ... mas controlei-me ... depois veio o segundo rebuçado ... sempre o mm ritual - abrir o rebuçado com barulho, o cheiro a mentol e som irritante de chupar o rebuçado - e ainda veio o terçeiro rebuçado ... quando me apercebi que o quarto vinha a caminho ... encostei-me mais para o lado da dita senhora e quando ela agarou o sacaninha eu quase gritei "CHIUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU" aos ouvidos dela ... olhem ela apanhou um susto tão grande que até deixou cair o rebuçado ... apreciei o resto do filme em silêncio...
.
Para não vos cansar vou deixar as outras histórias para outros dias, e há algumas verdadeiramente extraordinárias ... prometo!!
.
Partilhado por AnaD às 00:17

Setembro 13 2006
Tenho curiosidade de ver o filme que estreia amanhã  "Uma verdade inconveniente" de Al Gore.
Eu simpatizo com o Al, não pelas suas politicas mas porque é um homem que se ri dele próprio, coisa rara nos poliicos de hoje em dia ... aliás coisa rara nos Homens de hoje em dia, todos nos levamos tão a serio que só dá vontade de rir ...irónico.
Tenho uma verdadeira "pancada" por documentários não tanto pelos da vida animal tradicional mas mais pela vida destes animais que gostam de se achar humanos ...
Desagrada-me muito que os cinemas Monumental não coloquem este documentário numa das suas 8 salas, especialmente quando esteve ainda à pouco tempo um documentário - Génesis - durante algum tempo na sala WL (para quem não sabe a maior e melhor sala do Monumental) e que ainda hoje continuava em cartaz.
Ou seja lá terei eu de ir ver o filme ao El Corte Ingles ... isso sim é muito inconveniente...
Partilhado por AnaD às 22:47

Setembro 12 2006
Mas que raio ... ouvi que foi lançada uma linha SOS para professores agredidos por alunos e familiares ... mas quando é que chegámos a isto?? Que raio de sociedade é esta em que o  professores precisam de linhas SOS??? Claro que também nunca concordei com os abusos fisicos que os professores aplicavam aos alunos noutros tempos.
Tive muitos professores ao longo dos anos, alguns marcaram-me para o bem e para o mal e outros há de quem já nem me recordo, mas esta história fez-me lembrar a D. Laura, a minha professora primária - sim eu sou do tempo em que havia primária - durante 4 anos, da 1ª à 4ª classe, a D. Laura fez parte de todos os meus dias e era uma professora à antiga, sempre de bata impecavelmente branca, os cabelos já grisalhos apanhados num carrapito e os oculos aninhados na ponta do nariz ... não me recordo nunca de a ter visto dar nem uma sacudidela de mosca em algum colega, nem sequer levantava muito a voz, impunha o respeito com a sua postura e porque nos respeitava ... lembro-me que se nos sentiamos mal ou se nos aleijavamos ele nos dava colo e que o abraço dela cheirava a giz :)
Costumava "puxar" a orelha a quem não prestava atenção, no fundo era quase um carinho, pois ela não puxava propriamente, mas sim segurava-nos a orelha para nos chamar à atenção ... isto acontecia-me com muita frequencia pois já nessa altura eu tinha um grande desejo de comunicar - a D. Laura chamava-lhe tagarelar. Tinha também um "ponteiro" de madeira em cima da mesa que usava para apontar e assustar ... falo por mim quando digo que apanhava cada susto de cada vez que estava em animada converseta com a vizinha de trás e ouvia em simultaneo um BAMMMMMM (o ponteiro a bater na mesa) e "Ana Sofia o quadro é aqui à frente!".
Desesperava-a o facto de eu não saber a tabuada ... todos os dias eu ia para o canto com a tabuada do ratinho e ficava lá horas na lengalenga ... quatro vezes um quatro, quatro vezes dois oito, quatro vezes três doze ... no dia seguinte no inicio da manhã quando me perguntava novamente a tabuada eu já não a sabia de cor ... acho que se sossegou no dia em que me perguntou quanto era sete vezes seis e eu respondi "se sete vezes cinco são quarenta com mais sete são quarenta e sete" acho que viu que eu chegava lá mas por outro caminho, ainda hoje uso muito a soma para fazer multiplicações (o que conta é o resultado final) e sempre me fui safando a matemática até chegar ao 12º ano (e aí acho que chumbei por rebeldia - mas não digam à minha mãe).
Tenho saudades da D. Laura e acho que se ela pudesse ver o que se passa com o ensino no Portugal de hoje iria sentir-se tristissima.
 
Partilhado por AnaD às 09:19

Setembro 11 2006
Ontem com o anuncio esperado - mas não desejado - até me esqueci de celebrar o aniversário do Partilhar Lisboa!
.
Foi no dia  10 de Setembro de 2005 que decidi ser uma "bloguista", honestamente não me recordo o que especificamente me levou a isso. Claro que sempre tive alma de "bloguista" mesmo quando os blogs ainda não existiam ... sou grande defensora das novas tecnologias, para mim a internet é um fenomeno extraordinário que tenho o previlégio de ver crescer, é algo que aqui está para durar, irá evoluir é claro, mas acredito que a essencia irá manter-se ... gosto de comunicar, partilhar as minhas opiniões, sentimentos, revoltas ...
.
Durante este ano este blog teve momentos muito parados ... mas agora anda muito animado e pretendo que assim continue ... vou tentar manter o bom "ambiente" que este blog tem (sem falsas modéstias) para que continuem a gostar de vir cá ler e comentar...
.
Gosto muito de vos ter cá ... e obrigada por partilharem o "mundo" comigo!!!
.
Partilhado por AnaD às 13:35

Setembro 10 2006
.

.

Partilhado por AnaD às 22:12

Setembro 10 2006
Foi hoje à tarde, que pela boca do próprio, ouvi que Michael Schumacher vai deixar a F1 no final desta época. Não fiquei propriamente surpreendida, com tantos rumores a circular, havia uma forte possibilidade de isto acontecer, mas agora sim posso acreditar e lidar com a situação. 
Em vez de ficar triste prefiro ficar agradecida!
Agradecida pelas enormes alegrias que este extraordinário piloto me proporcionou, não vou falar de números e recordes esses estão lá para ser batidos, nem tão pouco o vou comparar com alguém porque cada pessoa é uma pessoa. Eu não acredito nO melhor piloto de sempre, mas Schumacher é sem sombra de dúvidas um dos melhores. Fico feliz de ter sido contemporânea deste grande piloto, ter testemunhado em directo um talento tão bem aproveitado, ter aprendido que o trabalho compensa, nem sempre teve as atitudes mais correctas é certo, e houve alturas que o seu domínio era tanto que eu até pedia para ele ter problemas, mas depois destes anos todos admiro o piloto … e sim admiro a pessoa.
De certeza que não foi fácil tomar a decisão de se retirar mas sair em grande não é para qualquer um, saber ler uma carreira e ver quando é que o pico já foi atingido. De certeza que ele ainda adora correr e continua motivado mas soube parar, para sair quando quer e não quando já não tem lugar (nesta atitude lembra-me outro grande desportista – Lance Armstrong).
Schumacher vai ser lembrado durante muitos e longos anos … virão novos pilotos, novas rivalidades, novas corridas … o mundo e o “circo” continuam a girar, este campeonato ainda não está decidido e desejo muito que só seja decidido no Brasil e que se transforme na oitava estrelinha no capacete de Schumacher.
A época de 2007 vai ser estranha sem o alemão num dos carros vermelhos mas não é por isso que vou deixar de estar colada ao televisor nos domingos de GP quer seja ao almoço de domingo ou de madrugada … .
.
Para sempre vou lembrar a dignidade com que anunciou a despedida!!!
.

.

Partilhado por AnaD às 21:47

Setembro 08 2006
 

 
Uma das melhores coisas da vida é viajar, e a Sugestão Literária desta semana é dedicada aos viajantes (não confundir com turistas) que procuram o melhor deste mundo...

.
 

Titulo - Viagens da Parrachita
Autor - Maria Vieira e Fernando Rocha
 

 

Ano -  2004
 

 

Editora - Sete Caminhos
 

 

Sobre o Livro - ... Alguém disse um dia que um ser humano só se podia sentir completamente realizado quando fizesse um filho, escrevesse um livro e plantasse uma árvore.
 

Ora eu já tenho uma filha. Também já consegui escrever o livro que vocês, estimados leitores, seguram entre os vossos dedos, por isso, só me falta plantar uma árvore!
Gostava de plantar um coqueiro; é uma árvore mais bela e sensual que conheço e também a mais útil entre todas as árvores, senão vejamos: temos a água de côco, o leite de côco, o óleo de côco, a polpa do fruto, as folhas, a madeira a copra... Tudo isto se pode aproveitar. Se um homem naufragar numa ilha minúscula com um único coqueiro, podem crer que esse homem não irá morrer tão depressa... E além disso, pode sempre partir o côco a rir!
Mas antes de plantar esse coqueiro - algo que irei fazer numa das muitas ilhas tropicais espalhadas pelo mundo, porque infelizmente os coqueiros não se dão em Portugal - deixem-me explicar-vos o que nos levou, (a mim e ao Fernando) a escrever este livro de viagens...
(In Introdução Maria Vieira)
 

Nota Pessoal - Este livro foi uma excelente surpresa ... ela é optima a descrever os locais e sempre com muito humor ... é o livro tipico para a piadola "é bom não era"


Setembro 07 2006

Tava agora ver no Eurosport um bocadinho do US Open em Ténis e tava a admirar a Maria Sharapova e fiquei impressionada ... não com o seu ténis (que até nem está a ser nada de especial) mas sim com a sua indumentária ... para quem não está a ver a Russa está a usar um vestido preto com decote nas costas e gola redonda debruada a lantejoulas ... sim caro leitor está a ler bem costas ao léu e lantejoulas numa partida de ténis ... a fazer pendant com o lacinho preto no cabelo e os caracteristicos brincos ... tirando o "visto" branco (simbolo de uma marca que "just do it") bordado no vestido e trocando os ténis por uns "stilettos" estaria pronta para enfrentar qualquer passadeira vermelha por esse mundo fora ... e ainda lhe perguntariam de que costureiro famoso é vestido.

Então lembrei-me da Navratilova ... pronto a Natravtilova é lésbica não conta ... comparemos então com Steffi Graff, que até tinha muito estilo, ou com a Hingis (para virmos avançando no tempo) ... realmente os tempos mudam!!

Já ao fim da tarde ao ver a partida de Justine Henin, com o seu ar tão fragil lembrei-me das irmãs Williams ... que diferenças!!!

Atenção que apenas me refiro a espectos fisicos/estéticos, não comparo o ténis de nenhuma delas!

Partilhado por AnaD às 00:54

Setembro 06 2006


Setembro 06 2006

Que aconteceu ao Forum Maravilhas???

Sempre que tento entrar dá-me erro ... estão a reprimir-me!

Isto é censura!!

 

Partilhado por AnaD às 00:35

Lisboa é a minha cidade, é quem sou e condiciona o que penso e o que sinto, por isso ao partilhar Lisboa, partilho angústias e alegrias, revoltas e compreensão ... no fundo é um local de partilha de sentimentos!
mais sobre mim
Setembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


23

24


pesquisar
 
comentários recentes
Bom diaAcordei bem disposto e também me apetece p ...
ahahah
http://muitaviagem.com.br/reveillon-2016-ano-novo-...
É nuito bonito voçes me fizeram mais feliz
Que aspecto delicioso! Adoro! Bjs bom fim de sema...
Olá Ana! Recebi o teu postal, através do PPC, ador...
Grande Webber, sem capacete! Vou ter saudades dest...
Pois, não foi ontem.Acho mesmo que será o melhor ...
Será já amanhã? Já tem a Pole...A ver vamos, boa s...
Li este post já tem um tempão, mas sinto o mesmo q...
Talvez depois do Seb ser campeão (como se fosse po...
blogs SAPO
RSS