Partilhar Lisboa

Setembro 26 2006
Não sou uma grande viajante, mas já fiz algumas milhas aéreas, e tenho algumas histórias para contar.
.
Não tenho medo nenhum de voar, inclusive adoro as partes mais perigosas como aterrar e levantar. Não me importo nada em ficar em cima da asa, a ver o ar a fluir … turbulência para mim é apenas turbulência, em voos pequenos gosto da janela em grande prefiro a coxia, devoro a “comida” que nos dão, só não gosto de ficar nos lugares das saídas de emergência (deixo-os para os pobres coitados com mais de 1.80m de altura que não têm dinheiro para viajar em excutiva) porque gosto de ter as minhas tralhas ao pé de mim – a minha água, o meu livro, o meu ipod, as minhas gotas, os meus lenços de papel, as minhas pastilhas, os meus rebuçados, os meus comprimidos, o meu chocolate … todas essas coisas indispensáveis ao viajante!
.
Mas quando entro num avião tenho medo … medo da dor … sim da dor de ouvidos, sou uma sofredora com os ouvidos nos aviões, se não fosse essa dúvida - será que vou ter um voo são ou um insano de dar tiros na cabeça? - os meus voos seriam muito felizes quiçá perfeitos.
.
Quando parto tenho aquele nervoso miudinho de partir à descoberta de algo … quando regresso é aquela tranquilidade de voltar a casa.
.
Ainda antes de pensar em me ligar ao turismo, o meu baptismo de voo foi num voo da TAP para S. Miguel, onde fui passar uma semana com familiares que estavam lá… é realmente uma ilha lindíssima mas isso fica para outro dia … o que conta agora é que fomos as ultimas a chegar, quando o check-in já tinha inclusive fechado, mas lé embarcamos no avião onde praticamente todos os passageiros traziam um ananás ao colo. Quando fazíamos a aproximação a Lisboa, fartei-me de reconhecer locais da cidade, como a Av. Liberdade e o Marquês de Pombal, até ver o Cristo Rei e a Ponte 25 de Abril … afinal estávamos a sobrevoar Almada.
.
A viagem a seguir foi a Londres … foi a primeira vez que tratei de uma viagem para mim e cheguei à conclusão que sou uma cliente super chata … o estado de excitação era tal que da ida só me recordo de ficar um bocado desiludida com o serviço a bordo da British Airways (ainda não estava bem ciente que as publicidades são feitas tendo em conta a primeira classe dos “Long Haul”) … foi no voo de regresso dessa viagem que tive o meu primeiro problema com os ouvidos … felizmente a minha companheira de viagem (que nunca está muito confortável lá em cima) meteu conversa com a rapariga ao lado e conversaram alegremente, presumo eu, durante toda a viagem … presumo porque eu não ouvia nada de nada, só mesmo um zunido de fundo, depois de aterrar melhorei um bocado mas só umas horas depois é que fiquei completamente recuperada.
.
Bem este tema vai dar pano para mangas, por isso … aguardem as cenas dos próximos capítulos … posso adiantar que incluem: bolas de cotão, canibais e transito cruzado…
.
(Repararam como me saiu bem o trocadilho do título?!)
.
Partilhado por AnaD às 00:58

Claro que o trocadilho te saiu muito bem!! :)
só podia! :) ana q é ana faz sempre tudo em grande ;)
anaazenha a 26 de Setembro de 2006 às 01:33

mesmo que sejam disparates ...
AnaD a 26 de Setembro de 2006 às 13:00

nós nunca disparatamos! :) :)
anaazenha a 26 de Setembro de 2006 às 13:03

Bem se isso for verdade todos os meus amigos vão desatar a rir-se e a chamar-me pancrácia ...
AnaD a 26 de Setembro de 2006 às 13:14

Partilho o que dizes qto a voar e, infelizmente, partilho o teu problema com os ouvidos. Provavelmente ainda mais, pq qdo as coisas correm mesmo mal, podem demorar mtos dias a voltar ao lugar. Um vez, regressando de Dublin para Londres, as dores eram tais que só pensava pedir ao piloto para parar que eu saltava logo ali.
O meu avô foi administrador da TAP, o que me valeu algumas experiências únicas, como aterrar e descolar no cockpit - aterrar no cockpit dum 727 é uma sensação mais radical que andar de montanha russa. Infelizmente acabou qdo eu tinha 9 anos, ie, o ano passado ;-)
O que não partilho de certeza é o teu apreço pela comida. Qdo ia em 1ª com o meu avô, a coisa ia bem, mas de resto ... Uma vez, inclusivamente, apanhei uma intoxicação alimentar num voo da TAP para Paris, que me deixou 3 dias em mto mau estado.
Histórias cómicas, aventuras nas ligações, etc. tb as tenho, mas ficam para resposta ao teu próximo post.
Cágado1 a 26 de Setembro de 2006 às 09:34

A minha viagem de sonho é Austália e Nova Zelândia ... embora também não tenha o guito para isso, uma coisa que me assuta muito nessa viagem é a duração ... imagina que me começam a doer os ouvidos antes de chegar à turquia ... é que aqui dentro da europa são 3 ou 4 horitas a coisa faz-se mas agora mais de 24 horas ai ai ...

Eu adorava poder aterrar num cockpit, mas já não tenho muita esperança, agora é proibido e com todas estas regras não me parece que o consiga.

Eu não adoro a comida nos voos ... mas como sem problemas ... não sou como aquelas pessoas que ficam a olhar para aquilo com um ar de quem quer fugir ... normalmente levo sempr água e um snack na minha mochila ... just in case!

Quando tou assim aflita só consigo pensar ... será que os meus timpanos vão rebentar ... e se rebentarem ficarei surda ... será que me vai doer para sempre???
AnaD a 26 de Setembro de 2006 às 13:13

Estavas inspirada. fico à espera do próximo capitulo. Para não me odiares a próxima vez que for a Londres convido-te para vires também :-)
asdrubaltudobem a 26 de Setembro de 2006 às 10:36

Pois ... não há fome que não dê em fartura ... começou como um texto bem pequenito só uma história da minha ultima viagem mas quando dei por isso o texto já estava enorme que tive de o partir ...

AnaD a 26 de Setembro de 2006 às 13:02

ÓOOOOOOOOOOOOo Ana...tu tens consciencia do que te pode acontecer lá e cima????????????????? tu sabes que se caires não te levantas?????????????lamento mas não partilho do teu gosto......e desejo te boa sorte...snif...
marta a 26 de Setembro de 2006 às 13:43

Marta se aquilo cair é morte certa ... assusta-me muito mais andar nas estradas de Portugal (e não só) ... nunca viste o anuncio das crianças que embarcam no avião .... pois é todos os anos morre um avião cheio de crianças nas estradas portuguesas ...

Ainda é seguro andr de avião ... mas tenta manter-te afastada das companhias iranianas e russas ... as companhias levam muito a sério a segurança dos aviões ... pensa numa Lufthansa ... mais vale gastar 1 milhão de euros na revisão minuciosa dos aviões do que um cair por falha tecnica ... onde perderiam mais de 1 bilião de euros ...

Até uma empresa como a AirLuxor não descurava a manutenção dos aviões ...

Claro que nada disto te vai fazer deixar de tremer lá em cima, mas pode ser que fique registado no teu subconsciente ...
AnaD a 26 de Setembro de 2006 às 23:54

É certo que a aeroviação está muito desenvolvida em termos de tecnologia e que é claramente o meio de transporte mais seguro do mundo.
Li algures que as hipóteses de um avião cair, situam- se na ordem dos 1% de todos os aeroplanos que, todos os dias, rasgam céus no mundo inteiro...
Mas essas também são, em caso de queda, as hipóteses de sobrevivência dos passageiros...
O teu tópico está muito engraçado, cara Ana, mas eu continuo a sentir-me "aterrorizado" (LOL)...
Cada vez mais gosto de automóveis e, também, de combóios (temos em Portugal as melhores linhas do mundo, infelizmente várias delas desactivadas)...
Não me imagino 3/4 horas, de seguida, sentado dentro de uma máquina algo "claustrofóbica", como um avião. Deve ser saturante...
Nuno Filipe Lorvão a 27 de Setembro de 2006 às 00:30

Eu adoro comboios
AnaD a 27 de Setembro de 2006 às 01:33

Digo-te!...
Se um dia puderes fazer, num Verão, o roteiro das linhas histórias do Corgo e Tua (combóios a vapor estacionados na Régua, que são postos a funcionar, surrealisticamente, por ingleses), vais achar um "estrondo"...
E se a isso puderes juntar umas noites de verão, quentes, num qualquer turismo rural sobranceiro ao Douro, bebericando uns favaios, isso é mesmo (dispenso-me de descreve mais detalhes...) uma verdadeira "piéce de resistance"...
No fundo aqui o velho Jux, com esta capa de "durão" é um romântico incorrigível, LOL
Nuno Filipe Lorvão a 28 de Setembro de 2006 às 00:55

Uma das viagens (indoor) que gostaria de fazer seria exactamente subir o douro de barco e comboio, e olha que é um circuito que começa a ter procura, já há operadores a terem essa oferta... Claro que podia ir de liaboa ao porto de avião ... e tinha de parar para comer uma francesinha :)

É uma pena estes nossos recursos não serem devidamente aproveitados para oferecer turismo de qualidade ... Quer-se à viva força fazer de portugal um pais de turismo de praia quando a vizinha espanha tem muito mais e melhores praias ...

AnaD a 28 de Setembro de 2006 às 13:12

tass bem!
paulo1911 a 27 de Setembro de 2006 às 00:06

Aqui está-se sempre bem ... excepto quando estamos mal ...
AnaD a 27 de Setembro de 2006 às 11:53

Lisboa é a minha cidade, é quem sou e condiciona o que penso e o que sinto, por isso ao partilhar Lisboa, partilho angústias e alegrias, revoltas e compreensão ... no fundo é um local de partilha de sentimentos!
mais sobre mim
Setembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


23

24


pesquisar
 
comentários recentes
Bom diaAcordei bem disposto e também me apetece p ...
ahahah
http://muitaviagem.com.br/reveillon-2016-ano-novo-...
É nuito bonito voçes me fizeram mais feliz
Que aspecto delicioso! Adoro! Bjs bom fim de sema...
Olá Ana! Recebi o teu postal, através do PPC, ador...
Grande Webber, sem capacete! Vou ter saudades dest...
Pois, não foi ontem.Acho mesmo que será o melhor ...
Será já amanhã? Já tem a Pole...A ver vamos, boa s...
Li este post já tem um tempão, mas sinto o mesmo q...
Talvez depois do Seb ser campeão (como se fosse po...
blogs SAPO
RSS