Partilhar Lisboa

Setembro 14 2006
Hoje ao ler na blogosfera um comentário de um bloguista que deixou de ir ao cinema para ver cinema em casa lembrei-me de partilhar convosco algumas história que tenho no cinema ... se tiverem história engraçadas partilhem também.
.
Convém informar que desde o dia em que ninguém quis ir comigo ver o "Matrix" descobri que adoro ir ao cinema sozinha e vou em 98% das vezes, quando me convidam não digo que não mas exigo uma coxia ...
.
Aliás é mesmo pela coxia que vou começar ... esta aconteceu no filme "A Interprete", eu trabalhava na altura no cais sodré e saía às 18h00, a sessão era à 19h00 mas apanhei muito transito e depois de uma correria só cheguei à bilheteira dos cinemas Monumental à hora da sessão começar, ainda com os "bofes de fora" perguntei à menina "Ainda tem uma coxia?" ela olhou para o monitor olhou para mim de cima a baixo e disse com cara de quem está a ver um ET "Sim ... tenho" ... lá comprei o bilhete e corri para a sala ... vazia ... só lá estava eu!! (mais tarde já o filme tinha começado quando entrou outra rapariga tb com os bofes de fora e que fez a mm cara que eu devo ter feito quando vi a sala vazia) 
.
Gosto de ir aos cinemas Monumental porque não se pode comer lá dentro ... uma vez (já não me recordo qual foi o filme) estava muito entertida com o filme quando começo a ouvir grenhof grenhof (som do papel de rebuçados) ... "ok  no problem" ... entretanto o cheiro a mentol ... "pronto Ana Sofia concentra-te ignora o cheiro" ... quando começou o schiuuuup schiuuup (som da sra a chupar o rebuçado) ... aqui pensei "porra tou lixada com F maiusculo" ... mas controlei-me ... depois veio o segundo rebuçado ... sempre o mm ritual - abrir o rebuçado com barulho, o cheiro a mentol e som irritante de chupar o rebuçado - e ainda veio o terçeiro rebuçado ... quando me apercebi que o quarto vinha a caminho ... encostei-me mais para o lado da dita senhora e quando ela agarou o sacaninha eu quase gritei "CHIUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU" aos ouvidos dela ... olhem ela apanhou um susto tão grande que até deixou cair o rebuçado ... apreciei o resto do filme em silêncio...
.
Para não vos cansar vou deixar as outras histórias para outros dias, e há algumas verdadeiramente extraordinárias ... prometo!!
.
Partilhado por AnaD às 00:17

Para mim há 2 tipos de cinema.
O cinema distração e o cinema descoberta.
O cinema distração faz-me entrar o disco rígido em hibernação.
O cinema descoberta faz-me despertar a memória, correr os programas, actualizar ficheiros, limpar e desfragmentar o disco.
O 1º só o consigo ver em casa. Sou incapaz de ir ao cinema ver um Matrix.
O 2º só por impossibilidade consigo ver em casa. Se me puser a ver um David Lynch no sofá sou capaz de me aborrecer (e no entanto é um dos meus preferidos).
Infelizmente, desde que a minha outra metade deu à luz a nossa linda malandreca só uma vez fui ao cinema. Sozinho. Ainda agora mesmo estavamos a combinar ir ver o "Voltar" e o "Verdade Inconveniente"... à vez. Pois, isto de estar longe da família e não ter com quem deixar o rebento tem destas coisas.
Há uns anos, ainda em Braga, tivemos a infeliz ideia de ir a um multiplex. Desculpem mas aquilo está para o cinema como o maquedonaldes está para a gastronomia. Ele era a pequenez liliputiana da sala, o som dolbisarrounde-estério-mastroideu-gti-turbo-xpto a dar-me cabo dos tímpanos; ele eram as pipocas deglutidas freneticamente por 90% dos presentes; ele eram as cocacolas sorvidas com requintes de malvadez sonora... enfim, juramos que nunca mais. Bendito Teatro Circo às moscas [que eram quem compunha a sala a maior parte das vezes - mas também quem é que há-de querer ver filmes esquisitos? só se tiverem sexo, aí... vou contar a história dos "Idiotas" no Cineclube de Faro: normalmente uma única sessão sobrava para a dúzia de marmelos que se atreviam a ver filmes "intelectuais", até ao anúncio dos "Idiotas", de Lars von Trier (outro dos meus eleitos). Bastou saber-se que havia 5 segundos de sexo explicítio para ser necessário fazer 2 sessões! Nada como bom sexo para atrair pessoal a filmes "intelectuais". Poder-se-á daí concluir que sexo ajuda muito à reflexão e ao pensamento]. Pois no Teatro Circo de Braga, um dos velhinhos e lindos teatros deste país, cheguei a assistir com a minha metade a filmes em quer eramos quase os únicos (mais 2 ou 3...).
Uma vez, ainda solteiro e bom rapaz, fui com 2 amigos ver ao Cineclube do Norte, no Porto, o "Europa", também do senhor von Trier. E eramos os únicos.
Sozinho, confesso que nunca. Mas entre sozinho e mal acompanhado por pipocas que venha o diabo... que eu prefiro ficar sozinho.
Não sou dado a nostalgias, mas eram engraçados aqueles tempos em que ir ao cinema era um acontecimento. Sobretudo para quem, como eu, vinha de uma aldeia, a ideia de ir à cidade, ao cinema era qualquer coisa de grandioso. A sala enorme, as luzes que se apagam escondendo olhares furtivos, a mão que se atreve à descoberta dos prazeres ocultos da adolescência, os beijos que se trocam ao ritmo dos encontros e desencontros dos pares que se cruzam na tela copiando-lhes os gestos e as pausas... Os comentários que se trocam no final como quem partilha grandes descobertas. O poder dizer no dia seguinte "eu ontem fui o filme..." e receber como resposta um "foste?..." misto de admiração e inveja (ou pelo menos assim entendido, mas quando se é puto tudo ganha contornos mais heróicos...).
vêÉrre a 14 de Setembro de 2006 às 22:49

Concordo contigo na maneira como divides o cinema ... são dois estilos diferentes ... e devem ser sempre analisados como diferente e não como muitas vezes acontece como maiores e menores ... Ambos me levam ao cinema, tanto vou ver um "X-Men" ou um "Crash".

A primeira vez que fui ao cinema era miuda e fui ver o "Taran e o caldeirão mágico" no Tivoli ... não me perguntes a história do filme, eu tava tão fascinada com aquela sala e com todas as luzes e sombras...
AnaD a 14 de Setembro de 2006 às 23:41

Lisboa é a minha cidade, é quem sou e condiciona o que penso e o que sinto, por isso ao partilhar Lisboa, partilho angústias e alegrias, revoltas e compreensão ... no fundo é um local de partilha de sentimentos!
mais sobre mim
Setembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


23

24


pesquisar
 
comentários recentes
Interessantíssimo. Sabe onde encontrar o livro?
Achei este artigo muito interessante tri legal (ht...
Bom diaAcordei bem disposto e também me apetece p ...
ahahah
http://muitaviagem.com.br/reveillon-2016-ano-novo-...
É nuito bonito voçes me fizeram mais feliz
Que aspecto delicioso! Adoro! Bjs bom fim de sema...
Olá Ana! Recebi o teu postal, através do PPC, ador...
Grande Webber, sem capacete! Vou ter saudades dest...
Pois, não foi ontem.Acho mesmo que será o melhor ...
Será já amanhã? Já tem a Pole...A ver vamos, boa s...
blogs SAPO
RSS