Partilhar Lisboa

Outubro 18 2013
O Manel sai de casa e a caminho do trabalho vê um cenário de acidente, destroços por todo o lado e um mar de gente. O Manel pede licença (ou não) e vai furando a multidão até que consegue ver o corpo mutilado. O Manel chega ao trabalho verde e nauseado, justifica tal facto aos colegas por se ter deparado com um acidente brutal a caminho do trabalho.
Partilhado por AnaD às 13:08

Outubro 11 2013

Não acho que quando alguém morre vira santo. Mas faz-me impressão gozar com eles, não por quem morreu, mas por quem cá fica, por quem está a fazer o seu luto. 

  

Há uns anos morreu uma figura pública deste nosso rectângulo, uma verdadeira besta, depois dela morrer, não disse que era uma pessoa desagradável, sem educação e preconceituosa, não porque ao morrer tenha sido absolvida de todos os seus "pecados" mas porque tem mãe, marido, filhos e amigos, pessoas que gostavam dela e que certamente não concordam comigo e são essas pessoas que sofrem com a sua morte, são elas que se sentiriam tristes se vissem um comentário meu nas redes sociais sobre a pessoa. Para mim morreu, morreu.

 

Fez-me impressão na altura da morte do Angélico as barbaridades que foram ditas pelas pessoas nas redes sociais, tal como hoje me incomoda as palermices que se escreveram sobre a Maria de Villota, porque meus caros, não é a sua qualidade como piloto que está em causa, é o ser humano que ela era, porque ninguém sofreu mais com a sua "falta" de talento do que ela própria, que se viu privada do seu sonho, de parte do seu corpo e com mazelas para o resto da vida, desde o seu acidente ela vivia numa estado de dor constante, mas mesmo assim trabalhava e sorria, casou-se e ia publicar um livro, e hoje morreu, provavelmente consequência dos danos do acidente, mas fica o legado de coragem e de perseverança, que a vida muitas vezes é filha da p*ta, mas que devemos respirar fundo sorrir e seguir em frente. 

Portanto se não têm nada de bom para dizer, por favor mantenham-se calados.

Partilhado por AnaD às 14:56

Outubro 11 2013

Durante o mês de Setembro a minha vida mudou um bocadinho, o bocadinho onde moro, não fui para muito longe, passei para a freguesia ao lado. Não foi fácil, por vários motivos, começou por ter tido um mês trabalhoso no escritório, depois foi mudar de um T4 para um T1, é certo que muito do que estava no T4 era dos meus pais, e finalmente, foi a mudança de 36 anos de vida. 

Três semanas depois da mudança, já tenho a roupa e sapatos praticamente arrumados, a minha sala de estar parece uma sala, a cozinha tem tudo arrumado, e a casa de banho falta-lhe o armário. Mas, os livros ainda estão todos por arrumar e a minha sala de jantar parece que caiu lá uma bomba com tantas caixas ainda por abrir. Tenho um armário, uma mesa e 4 cadeiras para reciclar. Só depois de tudo "no sitio" poderei ver se preciso de comprar mais algum móvel.

 

Ufff mudar de casa é uma canseira.

Partilhado por AnaD às 14:54
Tags: ,

Lisboa é a minha cidade, é quem sou e condiciona o que penso e o que sinto, por isso ao partilhar Lisboa, partilho angústias e alegrias, revoltas e compreensão ... no fundo é um local de partilha de sentimentos!
mais sobre mim
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
Contómetro

2013 Reading Challenge

AnaD Domingos has read 0 books toward her goal of 24 books.
hide
comentários recentes
Bom diaAcordei bem disposto e também me apetece p ...
ahahah
http://muitaviagem.com.br/reveillon-2016-ano-novo-...
É nuito bonito voçes me fizeram mais feliz
Que aspecto delicioso! Adoro! Bjs bom fim de sema...
Olá Ana! Recebi o teu postal, através do PPC, ador...
Grande Webber, sem capacete! Vou ter saudades dest...
Pois, não foi ontem.Acho mesmo que será o melhor ...
Será já amanhã? Já tem a Pole...A ver vamos, boa s...
Li este post já tem um tempão, mas sinto o mesmo q...
Talvez depois do Seb ser campeão (como se fosse po...
blogs SAPO
RSS